Se você tem um comércio eletrônico, ou já trabalhou como responsável em uma empresa deste setor, pôde perceber que algumas pessoas abandonam o carrinho na etapa final da compra.

Para ter uma ideia, cerca de  69,2% é uma taxa média de abandono de carrinho em compras online para varejistas de comércio eletrônico.

Parece que a maioria dos compradores em potencial apenas adiciona mercadorias ao carrinho de compras e nunca terminam suas compras online.

Por quê será?

De acordo com várias pesquisas e levantamentos de empresas do setor de marketing digital , existem dezenas de razões pelas quais um comprador decide abandonar o checkout e as mais frequentemente mencionadas são:

  • Custo extra (61%), como o Cross Sell;
  • Criação de conta forçada (35%), sem permitir que o usuário saia da página e termine a compra antes de fazer um cadastro;
  • Processo de checkout complicado (27%);
  • Impossibilidade de ver o custo total do pedido antecipado (24%).

Com essas informações reveladas parece muito fácil para designers e profissionais de marketing consertar seus carrinhos de compras e obter um ROI mais garantido.

No entanto, pesquisas realizadas em 2017 provaram que as razões para o abandono do carrinho continuam as mesmas de 2013.

Ou seja, quase nada foi feito para mudar o cenário e hoje alguns erros ainda continuam sendo cometidos.

O processo de checkout pode ser complicado às vezes e exigir muito tempo para compartilhar os dados necessários.

Ambos os problemas, além de custos adicionais inesperados, podem confundir ou incomodar muitos compradores.

Por isso, bons profissionais de marketing ainda têm muito a fazer para melhorar a taxa de conversão dentro de um carrinho de compras.

Vamos dar uma olhada em 10 maneiras de como podemos melhorar o processo de checkout no seu negócio online a partir de hoje!

Mostre o custo total no carrinho de compras

Muitas pessoas clicam no carrinho de compras só para ver o custo final.

Uma boa dica é não pedir para que as pessoas preencham detalhes sobre si mesmas ou registrem-se para ver o preço total estimado.

Grandes ecommerces, como Booking.com fazem isso de uma maneira legal, saca só:

Eles mostram o custo total estimado de uma só vez e no momento do checkout mostram o que você recebe pelo preço total, sem acrescentar taxas extras.

Existe a possibilidade de entrar ou prosseguir para o checkout sem registro.

Com essa estratégia, você cria confiança e não deixa de realizar a conversão no momento mais importante.

Descrição total dos custos

Mostrar todas as taxas e impostos extras, mesmo que as taxas de envio sejam iguais a 0, caso você ou a empresa que você trabalha ofereça frete grátis.

Compradores que não vêem como o preço foi estimado podem se perguntar se todos os custos foram incluídos no preço e se há taxas ocultas.

Se você oferecer serviços adicionais, facilite a exibição dos custos de cada serviço no checkout e adicione-os ao seu carrinho.

Ou seja, tudo precisa ser transparente, como obrigação moral do seu negócio.

Não torne o registro de conta obrigatória

A maioria dos ecommerces hoje em dia exigem que seus possíveis compradores se registrem para concluir o checkout.

Isso faz parte da estratégia de retenção do cliente através do email marketing, para futuras campanhas de venda.

Embora um comprador consiga ver o preço total no carrinho de compras, eles não podem comprar nada a menos que tenham concluído todo o procedimento de registro na plataforma em que estão

Em contrapartida, companhias como Walmart e recentemente a Amazon, facilitam a compra, mesmo que o comprador não deseje se cadastrar.

Eles oferecem uma opção “Solicitar como convidado” para que o usuário possa concluir a compra.

De acordo com eles isso tem aumentado muito a conversão.

Exibir preços corretamente

Se o preço total depender do país para o qual o produto será enviado, permita que um usuário escolha o país antes de exibir o preço total.

Um pequeno exemplo que podemos dar é o Mercado Livre.

Mesmo que os usuários sejam estrangeiros, a plataforma permite modificar caso você deseje enviar o produto à outro país e fazer a conversão imediata para tal moeda.

Exibir descontos na página

Essa é uma sacada muito boa para evitar perder clientes no checkout, se aplicá-la pode ter certeza que suas conversões aumentarão muito.

É bom provar ao comprador que ele está tomando a decisão certa e mostrar ainda como ele pode economizar dinheiro no momento em que precisar fornecer detalhes do cartão de crédito.

Reforce a decisão reafirmando os benefícios que ele irá obter comprando agora, estes podem incluir:

  • Total do dinheiro economizado (40% de desconto no exemplo) junto com os preços originais do (s) produto(s);
  • Política de devoluções grátis;
  • Frete grátis;
  • Suporte gratuito;

Mostre produtos complementares

Já reparou que às vezes, quando você compra um produto, esquece de comprar um acessório necessário para o produto funcionar?

Um pequeno lembrete rápido “Você esqueceu de comprar?” antes do checkout pode economizar tempo e esforço do cliente.

Além disso, se você tiver uma quantia designada gasta que seja igual a frete grátis, um acessório adicional pode ajudar um comprador a obter esse bônus.

Use a última página para anunciar promoções relacionadas ao upsells.

O que um cliente pode comprar agora mais barato ou que tipo de bens complementares outros compradores geralmente costumam comprar relacionado ao produto escolhido.

Múltiplas etapas no checkout são ideais

Em geral, os clientes preferem várias etapas em um checkout do que apenas uma única com formulários básicos sem profundidade.

Então, você pode dividir um formulário longo com muitos campos de entrada em partes menores ou dividir visualmente o formulário em módulos para facilitar o preenchimento.

Um processo com vários passos parece mais fácil aos usuários, e eles continuam preenchendo os campos um após o outro, seguindo um tipo de rota de checkout.

Um ótimo exemplo disso é o checkout dos ecommerces brasileiros, que mostram as etapas exatas que você deve seguir para conseguir comprar qualquer produto.

Tenha um site rápido

É extremamente ruim estar comprando alguma coisa e no término da transação o site para de funcionar ou demora demais para carregar.

Me arrisco a afirmar que mais de 50% das pessoas saem dele ou desistem da compra.

Por isso, não poupe recursos na hora de contratar um hosting, ele é a sustentação do seu negócio na web.

Aqui no blog usamos e recomendamos a hospedagem Siteground, que em nossa opinião é a mais rápida e segura da atualidade.

Conclusão

O checkout pode ser o passo mais perigoso em toda a jornada do cliente, e é por isso que você precisa prestar muita atenção nele e atualizá-lo de forma consistente.

Os profissionais de marketing devem lembrar sempre de torná-lo o mais simples possível.

Isso inclui a eliminação dos campos desnecessários e a quebra das questões em blocos, sendo aberto e honesto sobre o preço do produto e todas as ofertas complementares.

Você deve se lembrar também que o teste A/B é a única maneira de criar o checkout perfeito com as taxas de conversão mais altas.

Monitore o que acontece em cada página, observe onde as pessoas clicam e observe como elas se comportam durante o todo o processo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares