Dentro do marketing digital, o inbound é uma disciplina em constante mudança que evolui à medida que a tecnologia avança.

Nos últimos anos, passamos de um marketing tradicional baseado na busca de clientes potenciais para outro que busca fazê-los se apaixonar.

Ou seja, enquanto o primeiro envia informações e publicidade para possíveis usuários indiscriminadamente, o segundo tenta atraí-los por meio de conteúdo de qualidade.

Por isso inbound marketing, que traduzindo significa marketing de atração.

No final do dia, todos nós entramos em um post compartilhado por uma empresa que é interessante para fortalecer nosso negócio online que está em constante crescimento.

Ou seguimos o link de um banner que nos encorajou a mudar para a ação, no intuito de conseguir uma economia importante em um determinado produto.

O inbound marketing tornou-se o mais comum método utilizado por especialistas de marketing digital nos últimos tempos.

O que é Inbound Marketing?


Quando falamos de inbound, não nos referimos apenas a uma disciplina específica.

É uma metodologia que reúne diferentes técnicas de marketing para atrair potenciais clientes ao nosso site e comprar nossos produtos, algo bem enfatizado no Fórmula Negócio Online, o treinamento que mais recomendo aqui no blog.

O marketing tradicional, que geralmente persegue o consumidor em potencial, usa o que, em termos acadêmicos, é chamado de técnicas de push.

São estratégias agressivas de propaganda e promoção nas quais o público recebe informações indiscriminadamente, sem solicitar e “autorizar” nada.

Ou seja, você vai até o cliente e não o contrário.

As técnicas inerentes ao inbound marketing, por outro lado, são conhecidas como pull.

Elas são projetadas para provocar um interesse no cliente em potencial, para que ele possa vir ao nosso site e se interessar em nossos produtos, como é o caso aplicado pelos profissionais de coaching.

Fase de Atração

Ela consiste na criação de conteúdo de boa qualidade otimizada de acordo com o SEO e/ou promovida através das redes sociais e anúncios.

O objetivo desta primeira fase é levar nossa mensagem ao público em geral, especialmente àqueles consumidores que estão interessados ​​no que vendemos.

Aqui, a meta é alcançada quando os internautas seguem nosso link, seja através de redes sociais, banners ou posts de blog.

Fase de Conversão

É onde entra em ação a equipe de marketing digital de uma empresa.

Depois que os clientes em potencial seguirem o link para nosso endereço que fornecemos na primeira fase, eles chegarão à chamada página de destino.

Estas são as páginas de boas-vindas que uma empresa gera para apresentar seu produto e nas quais é essencial que apareça um formulário de registro perfeitamente indicado.

O objetivo desta segunda fase é obter leads.

Estas são informações de possíveis consumidores interessados ​​no serviço que oferecemos e que nos ajudam a criar um banco de dados.

Fase de Venda

As informações pessoais recebidas por meio de leads na fase de conversão são gerenciadas por meio de um grande banco de dados, que pode ser gerenciado por meio de um CRM, como a plataforma leadlovers.

A partir deste momento, o processo de vendas começa.

Ou seja, o tempo para fazer com que um cliente em potencial faça sua primeira compra.

Para fazer isso, você pode executar campanhas de e-mail marketing, segmentar públicos para diferentes parâmetros ou contratar uma equipe de vendas para fazer contato com diferentes usuários.

Fase de Fidelização

Uma vez alcançada a primeira compra, é hora de construir a lealdade do cliente através do envio de campanhas promocionais regulares, ofertas e descontos especiais para utilizadores frequentes.

É importante não abusar deste tipo de técnicas, pois elas podem acabar incomodando os usuários e gerando o efeito oposto ao desejado.

Em suma, o que o Inbound Marketing busca fazer com que usuários passivos ou potenciais de uma empresa se tornem ativos.

O objetivo é atingido quando, após a conclusão das três primeiras fases da metodologia Inbound, um cliente em potencial faz sua primeira compra.

Depois disso, é importante fazer com que o usuário ativo se torne um prosumer, aquele cliente fiel e habitual que pensa favoravelmente sobre nossa marca, serviço ou produto nas redes sociais.

Conclusão

O Inbound Marketing, portanto, é outra maneira de obter a venda de um produto.

A diferença com o marketing tradicional é que suas técnicas são muito menos agressivas e mais segmentadas do público-alvo.

Novos profissionais do setor já estão sendo treinados com a IEB School para aprender essas novas técnicas, que representam o futuro do marketing de longo prazo.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: