Existem dezenas de ferramentas de coaching, muitas delas criadas por profissionais renomados durante uma sessão, outras por grupos de mentoria e assim por diante.

Por si só, as melhores ferramentas de coaching tem como função, ampliar suas capacidades profissionais e tornar mais fácil a conquista de seus objetivos em curto, médio e longo prazo.

Com o auxílio de cada uma delas, você conseguirá atender seus clientes de forma mais eficiente e produtiva, garantindo assim, os resultados deles também.

Detalhe: todas as ferramentas possuem um padrão teórico estabelecido, porém podem ser adaptadas e melhoradas de acordo com o seu perfil e negócio, trazendo à tona, infinitas possibilidades para o aumento da sua performance.

Vamos lá!

O que são Ferramentas de Coaching?

São conhecimentos teóricos que facilitam a sua atividade prática como coach, tanto no atendimento individual com seu cliente, ou em uma conversa simples, num workshop ao vivo, como o Profissão Coach, por exemplo.

Elas surgiram há tempo, primeiramente em países que tinham o coach como estilo de vida bem antes de nós, Brasileiros, como os Estados Unidos e Inglaterra.

Entretanto hoje em dia, muitos profissionais já as utilizam e fazem grandes melhorias em cada uma, como é o caso do Geronimo Theml.

As ferramentas de coaching não solucionam qualquer dúvida ou problema que seu coachee informar, porém, garantem mais transparência e confiança para que o mesmo busque por melhores resultados quando descobrir o melhor caminho indicado por você.

Conheça agora, 3 grandes ferramentas de coaching usadas atualmente:

1 – Perguntas Poderosas

O título já diz tudo …

Perguntas Poderosas são questões levantadas de forma intencional pelo coach, com a intenção de gerar reflexões específicas no seu cliente. Imagine que alguém está queixando-se por ter perdido uma chance de ganho por causa de um atraso.

Na prática, uma Pergunta Poderosa aqui pode ser: “e o que você pode faze agora para ganhar alguma coisa?”…

Observe que essa pergunta desvia o foco de um problema que já não pode ser remediado e direciona a energia do coachee para algo mais produtivo.

No resumo, se você souber como adaptar estas questões às necessidades do seu cliente, terá em mãos uma das melhores ferramentas de coaching.

2 – Ganhos e Perdas

Quando seu coachee está com dificuldade para tomar uma decisão grande e importante, essa é uma das ferramentas mais recomendadas para aplicar.

A maioria das pessoas pensa que apenas uma ação pode trazer ganhos ou perdas, ou que uma ação traz ganhos e a inação traz perdas etc.

Porém, na prática, toda atitude possui seus prós e contras, sendo alguns de maior peso do que outros e vice-versa. Na realidade, é o conjunto que se olha e não somente ações individuais.

Essa metodologia consiste em fazer um checklist de ganhos e perdas que cada ação trará, tanto ao ser adotada quanto ao ser rejeitada.

Por exemplo: ir a um treinamento pode te dar informações, mas vai te custar tempo de produtividade.

Não ir te permite cumprir suas metas mais cedo, mas pode não ser tão rentável, porque te faz buscar muitas informações separadas em diferentes períodos, ao invés de um só.

3 – Crenças Limitantes e Fortalecedoras

Generalizando, boa parte do que contribui ou atrapalha o nosso desempenho são nossas próprias crenças.

Acreditar que é um profissional mediano ou abaixo da média impede você de aproveitar oportunidades ou pode até causar um ciclo de autossabotagem.

Podemos considerar isto como uma crença limitante.

Agora, se por outro lado você tiver bastante segurança em si mesmo em relação às suas capacidades, poderá se impor quando necessário.

Estas são as suas crenças fortalecedoras.

Compreendê-las ajuda a identificar o que está impedindo o progresso individual do seu coachee e ainda aumenta o foco na conversão do trabalho.

E aí, gostou delas? Ainda existem muitas outras que eu prefiro deixar você descobrir quais são depois de assistir esse vídeo do Geronimo Theml.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *