Como Escolher uma Hospedagem Segura Para Seu Blog WordPress: Veja Estes Requisitos e Escolha a Melhor Opção Profissional

Ao criar um site, em primeiro lugar pensamos sobre a hospedagem segura na qual colocar seu recurso. Atualmente existe um grande número de empresas que estão tentando atrair clientes, e o mercado é enorme.

Dezenas de milhares e talvez milhões de recursos aparecem todos os dias. Por isso vamos dar a você dicas de como escolher a hospedagem ideal para um site no WordPress.

Por causa da popularidade por trás do WordPress, há uma série de mitos. Você deve ter ouvido que qualquer site WP precisa de uma hospedagem poderosa, uma dúzia de plug-ins de cache e um administrador de sistema pessoal à distância.

Não é nada disso. Os requisitos de hospedagem segura são mínimos e até mesmo planos gratuitos podem ser adequados para um blog no WP, de acordo com sua demanda.

Requisitos do servidor para uma hospedagem segura

Este é um ponto bastante simples que deve ser observado. Os desenvolvedores não fazem nenhuma restrição especial no servidor e seu software – o WordPress funcionará em servidores Linux e Windows.

As versões do PHP e MySQL não devem ser “antigas”, concentre-se nas versões mais recentes – as versões do PHP 7 funcionam significativamente mais rápido quando comparadas com compilações anteriores. Alguns plugins não oferecem suporte à versões antigas.

Os principais tipos de hospedagem

qual hospedagem escolher

Existem 3 tipos principais  de hospedagem para você analisar:

1. Hospedagem compartilhada

Se você já teve um site ou blog de qualidade WordPress, provavelmente já se deparou com serviços de hospedagem compartilhada que oferecem planos a partir de US $1,99. Eles são considerados “transporte público” no mundo das hospedagens: tarifas extremamente baixas, pouca flexibilidade e grande superlotação.

Assim que seu site crescer em tamanho, você pode esperar uma tonelada de problemas, como limitações de largura de banda e tempos de resposta lentos. O último se deve ao fato de que a única maneira de as empresas de hospedagem oferecerem tarifas baratas é hospedar um monte de sites em um servidor.

Por exemplo, se um provedor de hospedagem colocar seu site em um computador que custa à empresa $400 todos os meses, serão necessários 200 clientes para que esse computador recupere o investimento. E para obter o lucro máximo de cada servidor, eles precisarão adicionar várias centenas de clientes a ele.

Além disso, os provedores de hospedagem compartilhada barato geralmente ficam sobrecarregados com perguntas de suporte. Antes de obter uma resposta à sua pergunta, você pode esperar várias horas, ou até dias, e muitas vezes a resposta recebida não ajudará em nada, já que a maioria dos  provedores não possuem especialistas em WordPress em sua equipe. 

No entanto, há vantagens nisso, por exemplo, o preço baixo. Se você está começando seu próprio negócio, essa solução será a mais acessível. Além de tudo, você pode executar qualquer script em suas contas; você não está limitado apenas ao WordPress.

Você pode usar o espaço livre para testar vários projetos. E se o seu site tiver baixo tráfego (apenas algumas dezenas de visitantes por mês), você pode mantê-lo a um custo muito baixo e não se preocupar com a administração do sistema (ou outros problemas).

Para quem esta opção é adequada?

Se a sua receita não depende do seu site, ou se você tem um blog relacionado ao seu hobby, a hospedagem compartilhada de baixo custo é uma ótima escolha para você.

Existem empresas, como o serviço de hospedagem Siteground, que cobra um valor justo pelo host compartilhado e oferece uma excelente experiência, vale a pena conferir. Uma de suas tecnologias é a barragem de segurança para que o site vizinho não atrapalhe o seu.

2. Hospedagem VPS

Hospedagem VPS significa Virtual Private Server, ou seja, um servidor virtual privado.

Este serviço envolve o compartilhamento do servidor com outros usuários, mas com a hospedagem segura VPS, ao contrário da hospedagem compartilhada, você recebe um espaço separado com uma quantidade reservada de capacidade de computação e memória. Neste site você pode encontrar uma visão detalhada de tais serviços. Isso constitui um certo tipo de seguro contra problemas que podem ser causados ​​durante a manutenção de sites vizinhos.

A desvantagem do VPS é que geralmente você não tem suporte e precisará fazer algumas coisas sozinho: controlar os componentes do sistema, instalar o software do servidor, manter tudo atualizado e, claro, configurar todos os aplicativos em um ambiente Linux (normalmente). 

O VPS tem diferentes níveis de serviço, que vão desde nenhum suporte até soluções totalmente gerenciadas. Os hosts VPS totalmente gerenciados geralmente instalam todos os softwares de que você precisa, fazem a manutenção, atualizam e monitoram os servidores para reduzir o tempo de inatividade.

Obviamente, a taxa mensal para esses servidores aumentará com suas necessidades, por isso é geralmente escolhida pelos empreendedores com maior fluxo de caixa.

Para quem esta opção é adequada?

No geral, um VPS é uma maneira barata de obter a flexibilidade necessária, com a capacidade de implantar soluções de software populares (incluindo WordPress) com um único clique.

Lembre-se de que você precisa estar familiarizado com a instalação do Linux por meio da linha de comando para iniciar o VPS e resolver todos os problemas.

3. Servidores dedicados 

Seu próprio servidor dedicado é quase o mesmo que um VPS, mas em vez de compartilhar um grande conjunto de recursos de hardware com outras pessoas por meio da virtualização, você pode usar “todo o hardware” do computador apenas para o seu site.

O preço geralmente começa em US $ 100 por mês. Essas máquinas são necessárias para dar suporte a aplicativos muito grandes que atraem milhões de visitantes todos os meses ou para aplicativos que requerem um poder de computação excepcionalmente alto.

A desvantagem (além do preço) é que você precisa lidar com falhas de hardware aleatórias. Esta solução difere das outras porque se, por exemplo, seu disco rígido falhar e você não tiver outro disco rígido espelhado, você enfrentará um tempo de inatividade de várias horas (ou mesmo dias).

Se você não tiver nenhum backup, será um fracasso duplo. Um processador ou módulo de RAM com defeito também pode causar fortes dores de cabeça.

Para quem esta opção é adequada?

Um servidor dedicado definitivamente não é para proprietários de sites regulares. Isso já se aplica a soluções corporativas. No entanto, se você prefere dirigir uma Ferrari simplesmente porque pode pagar, esta é a solução.

A velocidade de carregamento da página significa muito

Em 2010, o Google afirmou que o tempo de carregamento do seu site era um fator de classificação. Portanto, se você se preocupa com a otimização de mecanismos de pesquisa e o tráfego do Google, deve pensar no desempenho do seu site.

A Forrester Consulting descobriu que aproximadamente 47% dos usuários da Internet esperam que um site carregue em menos de 2 segundos. O Aberdeen Group tem dados de que 1 segundo de atraso no tempo de carregamento da página pode resultar em uma perda de 7% nas conversões.

E aqui vai uma dica muito importante: observe a velocidade de carregamento do seu site com ferramentas como Pingdom ou WebPagetest.

Se a velocidade de download for superior a 2 segundos, você poderá obter um aumento enorme na receita simplesmente mudando para o melhor plano de hospedagem em termos de desempenho ou mudando a empresa de hospedagem. O tema usado também influencia.

Conclusão

Qual hospedagem de site você utiliza atualmente? Ela é boa? Deixe seu comentário abaixo!

Sobre o Autor

Natanael de Souza
Natanael de Souza

Idealizador do blog Marketing Mestre, profissional de SEO, coach de negócios e especialista em marketing digital. Entre em contato para parcerias de conteúdo.

    2 Comentários

    1. Nunca tive problema com a minha. Não sabia que tinha essa importância toda.

      Obrigada pelo conhecimento.

      • Sim Bianca! A hospedagem é um alicerce muito importante do seu negócio digital.


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *